Discriminado

Letra de música:

Porque sou discriminado
Parece que eu estou num campo minado
Pessoas me olham diferente eu sei
Pessoas me olham diferente eu sei

Meus dreadlock te incomoda
Para alguns são motivos de chacota
Meus dreadlock meus irmãos é contato com Jah
Meus dreadlock meus irmãos é abençoado por Jah

O que quero é muita paz , liberdade, igualdade de direito
Somos todos filhos de um mesmo pai, então nos devemos tratar com o devido respeito
Vamos todos nos dar as mãos, vamos nos unir e viver em comunhão
Sem discriminação, sem discriminação

autor: banda Raízes que tocam

dia do amigo

Em todo o tempo ama o amigo e para a hora da angústia nasce o irmão. Prov 17: 17

é fácil ter amigo de balada, ter amigo no orkut, ter amigo de faculdade ou de academia,
mas o amigo verdadeiro, é mais que um amigo, é um irmão, é aquele que está contigo na hora do perrengue. que está disposto a abrir mão das suas próprias vontades em prol do outro
estes, são difíceis de se achar.
mas o meu consolo é saber que Jesus é meu amigo, que Ele sim, deu a vida por mim, me ouve a qualquer hora do dia e me acompanha onde eu for.
as pessoas andam muito carentes de amizade, se abrem igual uma mala velha pra qualquer um na fila do banco, contam a vida toda, porque não tem amigos.
não me sinto sozinha, pois tenho sempre Jesus no meu coração

ansiedade

aqui estou eu, em frente ao computador, tentando estudar pra minha monografia.

estou a 7 anos na faculdade, e o meu maior medo sempre foi a monografia, estou a mais de 3 anos para começar a escrever algo, mas parece que sempre que tenho que fazer isso, um medo inexplicável toma conta de mim. é como se ela fosse um inimigo implacável, um bicho de 7 cabeças.
ai meditando nas palavras da bíblia encontrei este verso: 
Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós. I Pedro 5:7
a minha ansiedade tem sido tão grande que tem me paralisado, o medo de eu não conseguir tem feito com que eu fique estagnada nesta fase da minha vida. todos  da minha turma já se formaram e eu na monografia eternamente.
mas jesus tem uma proposta pra mim, uma troca, que eu dê pra ele a minha ansiedade e deixe ele cuidar de mim. decidi aceitar.
vou começar a enfrentar meu inimigo hoje, depois de anos fugindo, mas não estou sozinha, alguem cuida de mim.
depois eu conto no que deu

Salmo 51

1 Tem misericórdia de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias.
2 Lava-me completamente da minha iniqüidade, e purifica-me do meu pecado.
3 Porque eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim.
4 Contra ti, contra ti somente pequei, e fiz o que é mal à tua vista, para que sejas justificado quando falares, e puro quando julgares.
5 Eis que em iniqüidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe.
6 Eis que amas a verdade no íntimo, e no oculto me fazes conhecer a sabedoria.
7 ¶ Purifica-me com hissope, e ficarei puro; lava-me, e ficarei mais branco do que a neve.
8 Faze-me ouvir júbilo e alegria, para que gozem os ossos que tu quebraste.
9 Esconde a tua face dos meus pecados, e apaga todas as minhas iniqüidades.
10 Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto.
11 Não me lances fora da tua presença, e não retires de mim o teu Espírito Santo.
12 Torna a dar-me a alegria da tua salvação, e sustém-me com um espírito voluntário.
13 Então ensinarei aos transgressores os teus caminhos, e os pecadores a ti se converterão.
14 ¶ Livra-me dos crimes de sangue, ó Deus, Deus da minha salvação, e a minha língua louvará altamente a tua justiça.
15 Abre, Senhor, os meus lábios, e a minha boca entoará o teu louvor.
16 Pois não desejas sacrifícios, senão eu os daria; tu não te deleitas em holocaustos.
17 Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus.
18 Faze o bem a Sião, segundo a tua boa vontade; edifica os muros de Jerusalém.
19 Então te agradarás dos sacrifícios de justiça, dos holocaustos e das ofertas queimadas; então se oferecerão novilhos sobre o teu altar.

¶ [Salmo de Davi, arrependido, para o músico-mor, quando o profeta Natã veio a ele, depois dele ter possuído a Bate-Seba]

Luta contra o meu eu

"Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço." Rom 7:19

Por que eu luto todos os dias contra o meu ímpeto individualista e extremamente consumista que me faz pensar somente no meu umbigo.

quando me dou conta estou comprando coisas que nem preciso enquanto alguns não tem o que comer…
como é difícil viver em um mundo capitalista selvagem e tentar ter uma vida um pouco solidária.
as vezes somos tão envolvidos com as falsas necessidades de consumo que passamos a sonhar com o que queremos ter que não com o que queremos ser.
o importante é reconhecer que não estamos imunes a nada que nos é imposto, tremenda é a nossa fragilidade.
não banco a moralista e politicamente correta, já foi o tempo.
agora só quero dizer que sou de carne e osso e preciso de Deus e das pessoas, porque ninguém consegue viver sozinho e sem amor.

trânsito individualista

como queremos um trânsito coletivista se a nossa sociedade é individualista.

o trânsito é mero reflexo e consequencia social.
ninguém dá a vez pra ninguém… estão preocupados com o horário deles e não com o seu.
não estão preocupados se estão passando por cima de alguém, o importante é conseguirem o que querem..
chegam até a selvageria..
acho importante as leis de trânsito e suas punições…
mas a mera brecha delas ou ineficácia, é motivo para as pessoas descumprí-las
porque as pessoas não cumprem as leis por entender que são importantes para o bom funcionamento das ruas, mas por medo das punições.
esta lógica não funciona muito bem.
só quando as pessoas passarem a enxergar algo além de seus próprios umbigos que poderemos ter um trânsito mais coletivista

O caveirão

Por 24 anos da minha vida eu morei com a minha família no
bairro da penha, no rio de janeiro. Bairro este, onde está localizada a favela
da Vila Cruzeiro.

Desde que a PM adotou o caveirão como instrumento de combate
ao tráfico, passou a ser recorrente eu ver na penha, fileiras de caveirões, com
carros de polícia e seus fuzis apontados pra fora cortando o trânsito, ou até
mesmo a noite, estacionamento de caveirões bem perto da minha casa. Apesar de
estar até acostumada com esta rotina, sempre que os caveirões estavam na área
era sinal que o bicho estava pegando na favela e que eu ia dormir ao som do
tiroteio.

Depois que eu casei e vim morar na freguesia, em Jacarepaguá,
bairro que também tem uma favela, a cidade de deus ( embora “pacificada”),
nunca vi sequer um caveirão passando por aqui. Ai fiquei me perguntando, será
que por aqui não tem bandido, nem tráfico? É claro que tem, e dos piores,
aqueles que formam quadrilhas com elites pra seqüestros, roubos de banco e
trafico de drogas entre a classe média.

Mas por incrível que pareça, este tipo de bandidagem não é
combatida com caveirões. Nunca vi em um noticiário dizer que o caveirão tinha
entrado em um condomínio na barra pra prender um executivo ladrão, ou mesmo no
congresso federal pra prender os colarinhos brancos. Aliás, no noticiário eles
nem são chamados de bandidos, são referidos pelo nome e pela profissão.

Não estou aqui defendendo o uso do caveirão, mas estou
ressaltando a forma como ele é usado, que só vem a reforçar a idéia de que na
favela só tem bandido, em detrimento dos bairros nobres, que só tem pessoas de
bem.

Assaltante, bandido, traficante, estelionatários, pedófilos,
etc, tem em todos os bairros e em todas as comunidades e devem ser tratados da
mesma forma: com justiça.

Não podemos tolerar que comunidades mais carentes, que na
maioria das vezes não tem voz, sofram tamanho preconceito e tamanha
discriminação. Que os cidadão comuns sofram repressão e coação por causa de
poucos.

Vamos combater a criminalização da pobreza. Ser pobre hoje
em dia é sinônimo de ser criminoso, e a mídia justifica muito bem dizendo que é
por que não tem oportunidades, mentira! Então porque os playboys dos bairros
nobres traficam e matam? Se eles tem oportunidades, então deveriam dar o exemplo
de caráter e boas ações.

Não quero debater a questão das oportunidades, mas quero
abrir os olhos pra que não caiamos neste discurso que entra na nossa casa
repetidamente diversas vezes ao dia pelos meios de comunicação.